3dsmax, V-ray e Linear Workflow

Porquê usar Linear Workflow (LWF) ?

Render sem correção de Gamma

Render sem correção de Gamma

Render com correção de Gamma

Render com correção de Gamma

Qual a diferença entre as duas imagens acima ? Nenhuma, exceto pela maneira como seu monitor as exibe. O problema é simples. Vray e o 3ds Max fazem seus cálculos no espaço ‘linear’, também conhecido como Gamma 1.0. O que por si só, não é nenhum problema, mas por padrão, todos os monitores exibem uma imagem com Gamma 2.2 (sRGB), o que faz com a imagem ‘pareça’ escura, apesar de não estar.  O 3ds Max assume que você está visualizando a imagem em um monitor com Gamma 1.0, o que certamente não é o caso. Então você precisa configurar o 3ds Max (e o seu render engine) para exibir a imagem de maneira correta.

Porquê isso é um problema ?

Quem não sabe dos ajustes de Gamma, utiliza uma série de truques para alcançar o resultado que espera. Por achar a cena por demais escura, aumentam a intensidade das luzes, sobem as configurações de GI, adicionam luzes ambiente, etc. Naturalmente, isso costuma ter um impacto e esse é: tempo de renderização. Note o tempo de renderização da cena exemplo acima, apesar de ser uma cena simples, houve uma diferença significativa no tempo. Felizmente, é só uma questão de ensinar ao programa como exibir a imagem.

Como configurar o 3ds Max ?

Vá em Customize -> Preferences -> Gamma and LUT.

Configurações de Gamma para o 3ds Max

Customize -> Preferences -> Gamma and LUT

Ok, mas o que eu fiz exatamente ?

1. Essa opção diz ao 3ds Max que queremos utilizar a correção de Gamma.

2. Esse é o Gamma de visualização. Ele diz ao 3ds Max que Gamma utilizar para as viewports e para o Frame Buffer. Colocando em 2.2, você ativa a correção de gamma em modo preview. Em outras palavras, a imagem final continuará em Gamma 1.0, mas você já verá como o resultado final parecerá (após fazer correção de Gamma na pós).

3. Com ambos selecionados, a alteração do Gamma 2.2 também se aplicará as cores no seletor de cor do 3ds Max e aos swatches no Material Editor. Isso significa que as cores nessas janelas, corresponderão a saída final.

Affect Color Selector Ativado

Cores exibidas com um Gamma de 2.2, isso significa que as cores vistas aqui são equivalentes as da saída…. E que riqueza de cores vemos agora!

Affect Color Selector Desativado

Cores exibidas com um Gamma de 1.0. Qualquer cor escolhida aqui, ficaria mais brilhante após ser renderizada e corrigida para o Gamma 2.2, por isso ativamos Affect Color Selector.

Affect Material Editor desativado.

Aqui, com Affect Material Editor ativado, o que você vê é como sairá no render. As cores parecem lavadas, mas é normal. Só agora você está vendo toda a informação disponível.

4. Quando setamos Input Gamma para 2,2, estamos essencialmente dizendo ao 3ds Max que o Gamma 2.2 já está aplicado as imagens que você importa (como texturas). Você pode deixar em 1.0, mas para cada imagem que utilizar, você terá que configurar o gamma dela corretamente. Pessoalmente, considero mais simples colocar Input Gamma em 2,2 e alterar o Gamma da imagem importada somente quando estiver importando mapas de bump, displacement, normal e imagens HDR, pois essas imagens estão em Gamma 1.0. Já mantendo Output Gamma em 1.0, nós salvamos o arquivo final ainda sem a alteração de Gamma, tendo assim, acesso a toda informação tonal disponível na pós-produção.

Como configurar o V-Ray ?

De novo, o que eu fiz ?

1. Selecione Linear Multiply.

2.  Aqui você diz ao V-Ray para fazer seus cálculos levando em consideração que a saída final da imagem será em Gamma 2.2.

3. Don’t affect colors (adaptation only) diz ao V-Ray que o Gamma (2.2, no caso) que configuramos só deve ser utilizado para os cálculos e não ser “queimado” permanentemente na saída final – a imagem renderizada. Estamos essencialmente afirmando que ajustaremos o Gamma da imagem somente na pós-produção utilizando um software como AE ou Nuke (não utilizo o Photoshop para esse fim), permitindo uma flexibilidade maior. Com essa mudança, tanto Dark Multiplier quanto Bright Multiplier perdem seu efeito, deixe para ajustar o contraste na pós. Mantenha Affect Background marcado, instruindo a V-Ray a também aplicar o Gamma 2.2 também para o background – aquele que você especifica na janela Environment do 3ds Max.

O V-Ray Frame Buffer (VFB) não leva em consideração o Gamma configurado nas preferências do 3ds Max. Para visualização correta, clique no botão sRGB na barra inferior do VFB. A imagem ficará mais clara, efeito direto das nossas configurações de Gamma. Se você achar que as cores estão lavadas, é meramente uma questão de reconfigurar as luzes e os materiais, que antes não estavam adaptados para funcionar nessa claridade toda! Tenha em mente que com essas configurações, você deve usar o V-Ray Frame Buffer, já que o Frame Buffer padrão do 3ds Max não tem correção de gamma.

Obs.: Não marque Linear Workflow, como o próprio manual do V-Ray aponta, esse é só um atalho para rapidamente converter cenas antigas que não foram configuradas com o LWF em mente.

Em que formato devo renderizar ?

Essa é uma discussão delicada, com cada qual sempre tendo seus favoritos. Mas em resumo, os formatos recomendados são TIF, TGA e EXR. Eu, pessoalmente, utilizo o OpenEXR. Suporta tanto 16-bit quanto 32-bit, compressão sem perda de qualidade e suporte a multichannel, que em outras palavras, permite que você tenha todos os seus render passes no mesmo arquivo.

Renderize sempre pelo menos em 16-bit, para maior informação tonal na imagem. Em alguns casos extremos, 32-bit é recomendado para quando você precisa dessa informação adicional, como em VFX ou para correção de cor extrema. Tudo depende do projeto. Lembre-se que essa escolha vem com um preço, imagens 32-bit são incrivelmente mais pesadas (e nem pensar em usar o Photoshop, quase nada funciona no modo 32-bit).

V-Ray Split Channels

Você pode utilizar um EXR marcando estas opções acima e alterando a extensão para EXR ao clicar em Browse. Após isso, você poderá escolher entre 16-bit e 32-bit, além de ter uma aba para selecionar que render passes serão inclusos no arquivo.

Como abrir essa imagem no Nuke ?

Você só precisa configurar seu colorspace para Linear no seu nó Read e selecionar sRGB no viewer. Ambos já estão ativados por padrão quando a imagem é do tipo EXR. Caso tenha salvo em outro formato, lembre-se de fazer estas alterações.

Ao renderizar, se você quiser queimar a correção de Gamma 2.2, altere o colorspace do nó Write para sRGB ou Gamma2.2.

Veja mais dicas para o seu render V-Ray clicando aqui.

Use Facebook to Comment on this Post